4 maneiras criativas de motivar sua equipe

Métodos para acender a chama profissional dos seus associados

Programar três despertadores diferentes para conseguir levantar e ir para a academia de manhã, limpar qualquer distração do desktop para trabalhar... a essa altura de nossas vidas adultas, sabemos muito bem o que nos motiva e o que nos tira dos trilhos. Mas quando se trata de engajar outras pessoas no trabalho, os sinais nem sempre são claros. 

Parte da nossa função como planejadores de eventos é motivar e liderar diferentes grupos, seja trabalhando com a equipe da cozinha, uma comissão de decoração ou estagiários novos. Discursos motivadores na fase de pré-planejamento e estímulos profissionais em geral podem ser bem-sucedidos, mas uma compreensão ligeiramente mais profunda da sua força de trabalho pode ser fundamental para realmente inspirar a dedicação ao trabalho e, assim, chegar a resultados concretos. 

Com orientações de um artigo recente da revista Harvard Business Review, apresentamos quatro métodos motivacionais criativos para conseguir que sua equipe dê o máximo de si. 

1. Estabeleça metas específicas 

Todos sabem que metas incentivam a motivação, mas cada tipo de meta é totalmente singular. Como sugere o artigo da HBR, metas mais ambiciosas e direcionadas a dados objetivos funcionam bem para funções que sejam transacionais (por exemplo, alguém em uma função de finanças). Por outro lado, integrantes de equipes voltadas à criatividade podem encontrar estímulo para a superação simplesmente com um pedido para fazer o máximo possível.  

2. Conheça a sua equipe 

Em se tratando de recompensas e táticas motivacionais, nem todos os integrantes da sua equipe valorizarão a mesma coisa. Enquanto um pode ter um bebê recém-nascido em casa (e querer fazer o máximo possível durante o dia, sem distrações), outro pode estar disposto a trabalhar horas extras para conquistar sua atenção. Independentemente disso, conheça os seus associados de verdade. E, como em todos os relacionamentos, esse tipo de compreensão leva tempo. 

3. Não basta usar dinheiro, promoções ou festas para eles

Embora dinheiro seja uma força motivadora para quase todos nós (afinal, o financiamento da casa não se pagará sozinho), certamente não é a única. Festas de fim de ano, discursos motivacionais antes de reuniões e almoços especiais são ótimos toques finais para a realização de tarefas importantes, mas são extremamente superficiais no que realmente motiva os integrantes da equipe. 

Como explica o artigo da HBR, os indivíduos precisam sentir que a função que exercem tem um propósito maior e que suas atividades cotidianas são importantes. Para isso, é importante que todos os associados realmente compreendam como suas funções encaixam-se perante um objetivo maior, e como eles podem ser partes mais ativas dessa jornada.  

4. Seja transparente

O desejo de agradar aos outros, mesmo subordinados, é um anseio humano natural. Porém, embora dessa maneira você possa criar uma amizade, não conseguirá motivar muito a sua equipe. 

No momento do feedback, não tenha medo de ser transparente. Se um associado estiver fazendo um bom trabalho, ressalte isso. Mas, se não estiver, não elogie. Como diz a HBR, há vantagens imensas em identificar as falhas e lacunas de desempenho de alguém. 

Reflita sobre a última vez que alguém criticou seu desempenho, seja no trabalho ou em outro lugar. Nós apostamos que você é capaz de fazer a mesma tarefa 100 vezes melhor depois disso. 

 

Powered By OneLink